Filmes

Iconostasis

14212095_297328133975803_1790652090328617708_n

“A arte é um sonho que encarnou”

Pável Florenski

Iconostasis representa a zona limítrofe entre o mundo divino e o mundo humano. Representa também os caminhos de união entre os dois mundos. No contexto da ortodoxia, a tradição do ícone apresenta uma forma de conhecer o Divino e o atemporal através da imagem.

O filme Iconostasis trata exatamente da imagem como intermediária entre o mundo divino e o mundo humano, partindo do pensamento do filósofo russo Pável Florenski, e chegando ao cinema de Andrei Tarkóvski, profundamente influenciado pela tradição do ícone. Estes dois personagens têm em comum terem sido intensamente religiosos, e terem vivido em plena URSS, onde o materialismo e o ateísmo eram impostos – Florenski morreu num campo de trabalho forçado, Tarkóvski exilado na Europa.

O documentário de longa-metragem penetra na tradição do ícone desde Bizâncio, passando pela continuação desta tradição na Rússia, nos mosteiros da Trindade e Serguei Possad, e pela obra do pintor russo de ícones Andrei Rublióv, até chegar ao cinema de Andrei Tarkóvski (que retratou a vida do monge pintor de ícones no filme homônimo). A própria realização de um ícone de forma litúrgica tradicional será mostrada no filme.

Dessa forma, o filme Iconostasis trata de uma tradição cristão tão antiga quanto o cristianismo: a tradição do ícone. Com entrevistas, voz off de textos dos dois autores, e imagens dos lugares onde estão as relíquias ortodoxas. O longa-metragem realizado em três etapas através de um financiamento coletivo, filmado em 2016 e 2017 na Rússia.

 

Site

www.iconostasis.com.br

Facebook
Twitter
LinkedIn
Follow by Email